Ambiente de trabalho x produtividade: porque optar por um Coworking

Com a velocidade da internet, aplicativos diversos e abertura de mercado, profissionais liberais têm utilizado cada vez mais a seu favor, a flexibilidade de poder prestar serviços de modo alternativo. Pesquisas mostram, no entanto, que entre trabalhar em casa, o chamado Home Office, e trabalhar em um ambiente compartilhado, os Coworkings, há diferenças significativas na produtividade, no rendimento, na geração de novas ideias, projetos e nos resultados.

Estatísticas apontam que 64% dos profissionais que optam pelos Coworkings têm mais facilidade para cumprir suas tarefas no tempo determinado. Isso se deve a alguns fatores, entre eles, reduzir significativamente o excesso de distrações de quem trabalha em casa. “Em um Coworking, você tem uma produção muito superior do que na rotina de home office, porque acaba criando um ambiente de trabalho mais profissional na sua mente, pelo simples fato de se deslocar para um ambiente de trabalho que seja diferente do seu ambiente pessoal. Além disso, permite o atendimento ao público caso necessite, sem contar que dispõe de ótimo networking para troca de experiências com outros profissionais que são de áreas diferentes da minha, bem como com estrutura profissional que dificilmente terá em home office”, explica o empreendedor da área de desenvolvimento de software, Guilherme Mariano Walter.

Criado para atender esta demanda, o Cult Coworking tem sido um ambiente favorável fundamentado na cultura do compartilhamento. Uma das características neste ambiente é contribuir para que seus membros mantenham o foco. “Sabemos o quanto o local de trabalho pode exercer influência nas pessoas que o frequentam. Por isso, manter a organização, garantindo um ambiente agradável, que proporcione experiências positivas é um fator determinante”, explica Bruno Francalacci Serafim, sócio do Cult Coworking, localizado no centro de Tubarão.

Não é à toa que isso se comprova nos números. Quase 70% dos profissionais que hoje atuam em Coworking afirmam ter melhorado seu foco de modo significativo.

Descompressão

Mas nem só de atividade é feita a produtividade de um profissional. Para que a criatividade, insights e projetos possam surgir, é preciso fazer algumas pausas. No Cult Coworking foi criado o ambiente de descompressão, um local onde o coworker possa parar literalmente, descansar no puff ou simplesmente tomar um café. “Como o ambiente de trabalho é alternativo, fazer pausas para assistir a uma partida de futebol pela TV, por exemplo, pode garantir um retorno ao trabalho com as baterias recarregadas”, comenta. A experiência mostra que as pausas são fundamentais inclusive para vencer aquelas atividades que os profissionais estão procrastinando há um tempo.

Clima contagiante

Para compartilhar um espaço de trabalho, é preciso pensar na troca que este espaço proporcionará a você e aos seus colegas de ambiente. Trabalhar em Coworking tem a ver com partilhar um clima contagiante de inovação e produtividade. Isso, porque todos que buscam esse tipo de ambiente, buscam o mesmo, trabalhar, produzir , criar e inovar.

E isso se aplica a diferentes áreas; do advogado ao arquiteto, passando pelo psicólogo, publicitário, jornalista, entre diversos outros profissionais. É só pensar no grau de motivação das pessoas que optam por praticar esporte individualmente ou em grupo. No segundo caso, o encorajamento mútuo pode ser um motivador para quem quer render ainda mais no seu negócio e profissão. “Ainda que os objetivos sejam diferentes, os resultados chegam para todos, compartilhando-se os desafios, o percurso e também as conquistas”, conclui Bruno.

Elke Schuch Borges
Assessora de Comunicação
Jornalista – SC 01274 JP
(48) 98848-1462